Estudantes doam cabelos em trote solidário em Inconfidentes

Para deixar de lado os trotes violentos para dar lugar à solidariedade, os estudantes do Instituto Federal do Sul de Minas, no campus de Inconfidentes, comemoram o início das aulas de forma diferente: doando cabelos para ajudar na produção de perucas para pessoas com câncer. As mechas de cabelo arrecadadas serão doadas à Associação do Voluntariado de Varginha, uma casa de apoio a pacientes de câncer.

A motivação veio da história da estudante Soloína Gusmão, que faleceu há um mês com câncer. Aos 16 anos, ela lutou por 10 meses contra a doença e serviu como inspiração para a ação dos alunos do campus.

A jovem Mariana Costa morava com a jovem que faleceu e resolveu doar 30 centímetros do próprio cabelo. “Valeu super a pena, a Sol merecia estar aqui. Não fazemos isso pela morte, mas pela vida. É muito bom poder passar um pouco de felicidade para as pessoas”, disse.

O diretor geral do campus, Miguel Toledo, aprovou a  iniciativa dos estudantes. “Eles mesmos encabeçaram tudo, convidaram toda a comunidade, fizeram uma campanha intensa, foram de sala em sala e fizeram as pessoas se sensibilizar com a ideia”, comentou.

Para realizar a ação, Dulce Helena Costa do Amaral, avó de uma das estudantes, viajou de Bom Despacho para Inconfidentes para participar. Ela levou 12 mexas de cabelo que estavam no salão onde trabalha e também ajudou nos cortes. Para ela, a solidariedade dos voluntários vai ajudar a reconstruir a autoestima de quem perdeu todo cabelo por causa do câncer.

“O que pudermos fazer pelo outro, né. Uma mecha de cabelo é muito importante”, destacou.

Além dos doadores da escola, populares como a cabeleireira Jussara Amaral, foram até o local para conhecer mais sobre a doença. O pai dela morreu de câncer há 7 anos e atualmente ela cuida do marido que está em tratamento.

“O câncer não tem preconceito, ele está em qualquer pessoa, isso é uma coisa que mexe muito com a gente. Hoje eu estou aqui, amanhã não sei o que será de mim, por isso é importante ajudar”, comentou Jussara Amaral.

Além da arrecadação de cabelos, o trote solidário do campus também mobilizou 80 voluntários para uma doação de sangue coletiva em Pouso Alegre.

4207674_x360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *