Estreante, Fazenda Bela Vista leva à Alagoa primeira medalha de ouro em Mundial de Queijos na França

Thaylane Siqueira Guedes, produtora rural e uma das proprietárias da fazenda, conversou com exclusividade com o CSul sobre a conquista

“Esse é ponto mais alto de toda nossa trajetória!”, é o que destaca Thaylane Siqueira Guedes, uma das proprietárias da Fazenda Bela Vista, de Alagoa-MG, que conquistou medalhas de ouro e bronze no Mundial de Queijos, “Le Mondial du Fromage”, na França. Esta foi a primeira vez que um queijo da cidade foi coroado com uma medalha de ouro no mundial, que é disputado de dois em dois anos na França.

Divulgação

A produtora e uma das proprietárias da bela fazenda que se encontra em Alagoa disse que há 1 ano e meio os queijos da Fazenda Bela Vista são comercializados sem atravessador. No começo das vendas os produtores da fazenda enfrentaram diversas dificuldades, pois o sogro Claudio passava por uma grande crise, o preço do queijo estava muito baixo e para manter a fazenda vivenciaram momentos desafiadores. Confira a entrevista exclusiva de Thaylane ao CSul:

Entrevista exclusiva

A sogra Maria Olímpia,  o sogro Cláudio, Eduardo Tristão Girão (jornalista gastronômico), Thaylane e Renato, seu esposo / Divulgação

Qual a importância desse prêmio para vocês, recebendo uma medalha de ouro com o Queijo Artesanal de Alagoa?
“Nossa, esse é ponto mais alto de toda nossa trajetória. Participamos pela primeira vez do mundial e conseguimos ganhar com todos os queijos enviados pela Fazenda Bela Vista. E trouxemos para Alagoa-MG a primeira medalha de ouro de um mundial. Isso significa tudo pra nós que, lutamos todos os dias na lida diária do produtor rural a qual todos nós sabemos que não é fácil”.

Vocês buscam sempre inovação na criação de novos queijos ou trabalham mais para a melhoria da qualidade dos que já são produzidos ai mesmo?
“Trabalhamos para melhorar ainda mais o Queijo Artesanal da Fazenda Bela Vista, mas sempre mantendo a receita original. Cuidamos muito bem do nossos rebanho, afinal se o leite não for de boa qualidade não teremos um queijo campeão. E esta dando muito certo”.

Como foi o caminho desde a criação do queijo até a chegada dessa grande conquista?
“A Fazenda Bela Vista de Alagoa-MG, produz o Queijo Artesanal Alagoa há mais de 30 anos. Mas até um ano e meio atrás os queijos eram passados para os que chamamos aqui de “atravessadores”, os que colocam o preço no queijo do produtor e por não tem outra saída os produtores vendem os queijos para poderem pagar as contas. Foi assim com a gente durante muitos anos, aliás desde o início.  As comercialização do nosso próprio queijo começou quando os preços dos queijos estavam muito baixos e com isso, já não estava dando para pagar as contas da fazenda. Na época nós só produzíamos peças de 5 kg. Então, colocamos os queijo em um saquinhos plástico e saímos com 12 peças de 5 kg para vender nas cidades vizinhas. Conseguimos vender apenas 2 peças. Voltamos pra casa com 10 peças no carro, não foi um sucesso, mas foi o começo de tudo. O pessoal queria queijos de 1kg e embalados a vácuo. Na época nós não eramos casados estávamos junto o dinheiro para casar, foi aí que desistimos do casamento para comprar uma máquina de embalar a vácuo e com isso fizemos rótulos e também conversamos com meu sogro e minha sogra para mudarmos toda a produção da fazenda para peças de 1kg. E assim, fomos fazendo o nome da Fazenda e comercializando os queijos, ano passado participamos do Concurso do Queijo artesanal aqui em Alagoa MG e ficamos em Primeiro lugar, depois no mesmo ano participamos de Prêmio Brasil de Queijo e conquistamos medalhas de prata e de bronze, e tudo isso foi nos ajudando a divulgar nosso queijo e nossa Fazenda. E para finalizar veio esse ouro no mundial. Ah, e nós casamos ano passado também”.

“Cuidamos muito bem do nossos rebanho, afinal se o leite não for de boa qualidade não teremos um queijo campeão”, disse a produtora / Divulgação

O que a Fazenda apresenta de diferencial para quem procura queijos de qualidade e saborosos?
“Nosso diferencial e fazer queijos com carinho e a mesma dedicação de mais de 30 anos. Temos queijos para o público que gosta daquele sabor suave e também para aqueles que gostam de um queijo com sabor forte e ao mesmo tempo amanteigado e adocicado. Atendemos praticamente todos os gostos”.

A partir de agora, quais os próximos passos, concursos que irão participar?
“Vamos participar esse mês do Concurso do Queijo Artesanal de Alagoa MG, aqui mesmo na nossa cidade que acontecerá no Festival do Queijo e do Azeite no feriado de Corpus Christi e no mês de agosto vamos participar do Mundial do Queijo do Brasil que será realizado na cidade de Araxá-MG. E vamos torcer para ganharmos também!”.

Divulgação

Fazenda Bela Vista Alagoa MG
Estrada Alagoa x Itamonte, Km 5
Bairro Companhia
CEP: 37458-000
Alagoa – MG

Contatos:
Thaylane (35)999385238
Renato (35)998765314

Instagram e Facebook
@fazendabelavistaalagoamg

Recebemos visitas mediante agendamento.

A competição

Realizado de dois em dois anos, na cidade de Tours, a iniciativa é conhecida como o encontro mundial para todos os atuantes do setor de leite e queijo. Além de receber expositores de todo o mundo, a cerimônia conta com uma competição, onde os melhores queijos são avaliados e premiados.

O evento acontece desde 2013 e essa é a terceira participação do Brasil. Na primeira, em 2015, o país foi premiado com apenas uma medalha de um queijo produzido em Minas Gerias. Já em 2017, foram 12 medalhas (1 superouro, 1 ouro, 7 pratas e 3 bronzes).

E neste ano, foram avaliados 953 queijos de 20 países. Desse número, 58 queijos brasileiros foram premiados – 50 só mineiros.

E neste ano, o número quadruplicou: do total de 56 medalhas, quatro foram “super-ouros”; seis “ouros”; 23 “pratas” e 23 “bronzes”.

Divulgação

Redação CSul – Iago Almeida / Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *