Eleito em Poços de Caldas, Sérgio Antônio Carvalho de Azevedo diz que terá administração técnica

“Teremos uma administração técnica em Poços”, diz o novo prefeito de Poços de Caldas (MG), Sérgio Antônio Carvalho de Azevedo, o Sérgio da Coopoços. Ele foi eleito com 48,88% dos votos e nunca tinha concorrido a um cargo eletivo. Um dia após a vitória nas urnas, o novo prefeito falou sobre os principais pontos a serem trabalhados na cidade. Um deles, segundo ele, é o novo formato de administrar a prefeitura.

“Eu passei a campanha pregando que a administração pública, não só de Poços de Caldas, mas de todo o Brasil, precisa ter uma mudança de mentalidade. É essa mudança de mentalidade que eu quero trazer, uma administração mais técnica. Isso não implica que você não vai ter mais nenhum político, você pode ter sim, políticos administrando as secretarias, mas para seguir questões técnicas, ouvir os técnicos das secretarias e, não tomar decisões políticas como muitas vezes são feitas. Esse vai ser o nosso foco maior e eu vou seguir tentar seguir à risca, porque foi isso que me levou à prefeitura e é isso que a população está esperando”, disse o novo prefeito eleito.

Candidato Sérgio da Coopoços, do PSDB, é eleito novo prefeito de Poços de Caldas (MG). (Foto: Karina Lírio)
Candidato Sérgio da Coopoços, do PSDB, é eleito novo prefeito de Poços de Caldas (MG). (Foto: Karina Lírio)

Sérgio Azevedo tem 52 anos, é engenheiro e ocupa a presidência da Cooperativa de Crédito dos Servidores Municipais da Prefeitura de Poços de Caldas (Coopoços) há 14 anos. Foi eleito servidor padrão da Secretaria Municipal da Prefeitura em 2015. Ele é natural de Volta Redonda (RJ) e vive em Poços de Caldas há 26 anos, onde segundo ele, fará um trabalho voltado a buscar parcerias público-privadas (PPP) com foco no turismo.

“Para a administração pública moderna é preciso dar uma abertura para a iniciativa privada. Pretendo ver se no setor do turismo, nós consigamos fazer uma gestão integrada com diversos setores da sociedade e com parcerias público-privadas para que a gente possa cuidar dos nossos pontos turísticos que estão muito abandonados. Então, nós precisamos mudar essa história. Vamos tentar fazer parcerias para que possamos levantar o nosso turismo”, explicou.

vídeo Poços de Caldas festival internacional (Foto: Divulgação/Gramofone e Drone Vision)

Ele ainda fez uma comparação com a trajetória de campanha do candidato João Doria (PSDB) à prefeitura de São Paulo. “No início, eu comparei a minha campanha à do candidato à prefeitura de São Paulo, João Doria. Eu falei para o pessoal que o que acontecesse aqui, aconteceria lá, porque nós temos o mesmo perfil de gestão. Perfil que vem propor uma mudança de mentalidade da administração pública. E aconteceu exatamente isso, nós subimos juntos e eu tive quase o mesmo percentual de votos que ele teve lá. Isso mostra que realmente a população do Brasil quer essa mudança”, afirmou Sérgio da Coopoços.

O novo prefeito também falou sobre as críticas que fez para a atual administração, durante a campanha, por usar dinheiro do Departamento Municipal de Eletricidade (DME). De acordo com ele, isso é necessário, mas deve ser feito dentro da lei. “Nós pretendemos seguir a lei e se está definido o repasse à prefeitura, acho que é importante que o DME faça, até porque a cidade precisa disso para investimentos, mas não para fazer como é feito [pela atual administração] para cobrir rombos que existem na prefeitura. Eu quero usar esse dinheiro sim, mas para trazer grandes investimentos em benefício do cidadão e, que ele veja onde [o dinheiro] está sendo investido”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *