Efeito coronavírus: Sul de Minas tem 15 casos casos sus peitos do vírus, atividades na região sofrem mudanças

Caiu para 15 o número de casos suspeitos de coronavírus em investigação pela Secretaria de Estado de Saúde no Sul de Minas. Segundo os dados do último boletim emitido na noite do último sábado (14), foram descartados o único caso suspeito de São Sebastião do Paraíso e um, dos até então dois, da cidade de Itajubá.

No Estado, até agora foram notificados 386 casos suspeitos, 85 foram descartados. No entanto, outros 297 casos seguem em investigação como suspeitos e quatro casos foram confirmados. Os municípios de Juiz de Fora e Patrocínio agora se juntam a Divinópolis e Ipatinga com infecções confirmadas. No Sul de Minas, Varginha segue liderando a lista com quatro casos em investigação.

Medidas na região

Eventos foram cancelados em cidades da região, Itajubá foi uma das cidades que adotou a medida, o município também decretou situação de emergência pública na cidade por conta do coronavírus.

Com o decreto, é determinada a realização compulsória de exames médicos, amostras clínicas, vacinação, testes laboratoriais entre outras medidas para a prevenção do vírus.

A partir do mesmo, também é prevista a  instalação de um Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES-ITAJUBÁ-COVID19) em Itajubá, coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde.

Após o decreto, fica dispensada  também as licitações para aquisição de bens, serviços e insumos de saúde destinados ao enfrentamento de emergência pública.

Cartório Eleitoral de Andradas adota medida

O Cartório Eleitoral de Andradas passa a atender apenas mediante agendamento. Medida segue orientação do o Tribunal Eleitoral para evitar aglomeração no local e evitar possível propagação do coronavírus.

De acordo com o chefe do Cartório Eleitoral de Andradas, Vespasiano Vicentin Filho, os agendamentos devem ser feitos através do site do TRE, no link agendamento.

A recomendação é de que a população procure pelos serviços do Cartório apenas se estritamente necessário durante o período de vigor da alteração no atendimento.

A medida vale inicialmente para o período de 16 março a 07 de abril.

Visitas suspensas em Alfenas

As visitas aos idosos no Lar São Vicente de Paula de Alfenas foram suspensas devido ao risco de proliferação do novo coronavírus (Covid-19). A medida foi adotada na última sexta-feira, dois dias após a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarar uma pandemia global.

A suspensão das visitas é por tempo indeterminado, informou o comunicado médico. Os idosos e pacientes de doenças crônicas representam o público que causa maior preocupação com a pandemia do novo coronavírus. Isso porque a baixa imunidade faz dessas pessoas mais vulneráveis à ação do vírus e a complicações decorrentes dele, como síndromes respiratórias agudas graves.

Visitas reduzidas na UPA de Campo Belo

A  Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Campo Belo, agora terá um horário único e reduzido para visitas a pacientes.

Segundo estipulado pela  Secretaria Municipal de Saúde o horário  é das 20h às 20h30. Também como forma de prevenção e controle ao vírus, o número de visitantes será de apenas um por paciente.

Mudanças nas igrejas

Igrejas da região também estão adotando medidas. A recomendação  da mudança em decorrência do vírus é seguida pela Arquidiocese de Pouso Alegre, que administra 69 paróquias distribuídas em 50 cidades do Sul de Minas.

A mudança já se incia na entrada das igrejas, as pias com água benta vem sendo retiradas e nas igrejas já pode ser encontrado álcool em gel.

Ainda seguindo as recomendações do Ministério da Saúde as aglomerações devem ser evitadas, a CNBB determinou que o abraço da paz, as orações de mãos dadas durante as orações também sejam evitadas.  Janelas abertas e ventiladores ligados também são parte das orientações, no momento da entrega da hóstia.

Aulas suspensas

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) divulgou, em seu site oficial, a suspensão de eventos marcados para ocorrer nas dependências da instituição. Durante reunião na última sexta-feira )13), a decisão foi adotada e já está valendo.

“A Universidade Federal de Lavras (UFLA) está atenta a todas as atualizações e orientações do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação e manterá a comunidade acadêmica informada de todas as decisões relacionadas ao assunto.

Até o momento, não há casos suspeitos ou confirmados de COVID-19 em Lavras. Nenhum dos 50 municípios que integram a Secretaria Regional de Saúde de Varginha possui caso confirmado de COVID-19.

Todas as deliberações do Comitê Especial de Emergência (CEE COVID-19 UFLA) serão atualizadas diariamente, em função de alterações no cenário epidemiológico.”

Seguem sem alterações somente o calendário acadêmico da graduação e pós-graduação está mantido. No entanto, além dos eventos, a visita de estudantes e professores de outas localidades à instituição está suspensa. Funcionários e docentes na universidades também não realizaram viagens nacionais ou internacionais.

UFU

Em nota oficial, a Universidade Federal de Uberlândia – UFU informou que por enquanto, serão mantidas as atividades acadêmicas, aulas, defesas, entre outras, sendo suspensos todos os eventos comemorativos, científicos, artísticos e culturais, que envolvam aglomeração (com mais de 100 pessoas).A nota ainda dá orientações aos chamados “Grupos de Risco”, aos viajantes e a toda comunidade acadêmica. Confira aqui a íntegra.

 

UNIFEI

Devido a questões relativas ao COVID-19, todas as atividades acadêmicas de graduação, pós-graduação e extensão da Universidade Federal de Itajubá estão canceladas em ambos os campi até dia 31 de março”. diz a nota emitida pela universidade.

Ainda de acordo com a nota, boletins adicionais serão periodicamente emitidos segundo análise da Administração.

A Universidade nomeou um Comitê de Crise para analisar acasos eventuais.

PUC Minas

 A PUC Minas  suspendeu as aulas presenciais nas suas 10 unidades no estado, nas quais estudam mais de 60 mil alunos. Conforme divulgado no início da tarde do último domingo (15), o Comitê de Monitoramento do Coronavírus da instituição de ensino definiu medidas e ações sobre prevenção ao contágio e transmissão da doença. Assim, entendendo a gravidade do momento e consciente da responsabilidade para a imediata tentativa de controle da pandemia, a instituição segue “as orientações do Ministério da Saúde e das autoridades de controle epidemiológico, bem como do Ministério da Educação”.

E m documento da PUC Minas, maior universidade católica do mundo e uma das maiores particulares do país, o Comitê de Monitoramento do Coronavírus determina que as aula estã suspensas até 31 de março.

 

 *Com informações: Estado de Minas, Mais Minas, Portal da Cidade Andradas/André Vince

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *