Disney enfrenta crise de imagem e risco de ação após ataque de jacaré

Junho deveria ter sido um mês triunfante para os parques temáticos da Walt Disney, que chamou atenção com a abertura de uma nova unidade em Xangai, na China, e uma nova atração na Flórida baseada na popular animação “Frozen”.

Menino Lane Graves, de 2 anos, foi morto por jacaré em resort da Disney (Foto: Orange County Sheriff's Office/Twitter)
Menino Lane Graves, de 2 anos, foi morto por jacaré em resort da Disney (Foto: Orange County Sheriff’s Office/Twitter)

Em vez disso, a empresa está enfrentando um pesadelo de relações públicas e a possibilidade de ser processada depois que um jacaré arrastou e matou um menino de dois anos, Lane Graves, em uma lagoa de um dos resorts naFlórida, disseram especialistas legais e de comunicações.

“Quando as pessoas pensam na Disney, pensam em coisas mágicas, inacreditáveis, e que tudo vai ser divertido. Este incidente bate de frente com isso”, opinou Sam Singer, gerente de crises de comunicação que representou o Zoológico de São Francisco depois que um tigre escapou e matou um adolescente no local em 2007.

A tragédia com o jacaré aconteceu na noite de terça-feira, quando muitas das autoridades de alto escalão da Disney estavam do outro lado do mundo para inaugurar o parque chinês, que estava sendo preparado há 17 anos.

A reação da companhia foi rápida. O presidente-executivo da Disney, Bob Iger, chamou a família do menino e lhe ofereceu os pêsames publicamente. George Kalogridis, presidente do Walt Disney World, voou de volta de Xangai à Flórida, e um comunicado da empresa assinado por Kalogridis expressando solidariedade foi publicado no blog oficial dos parques da Disney.

Os familiares da criança, que morreu afogada, não disseram se pretendem abrir um processo, afirmando em um comunicado que estão “arrasados”. Mas a possibilidade de uma ação civil torna a reação da Disney mais complicada, disseram especialistas.

“Quanto mais eles falam, mais responsabilidade podem criar para si mesmos”, afirmou Singer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *