Criança morta a tiros entrou na frente de bebê em Andradas, diz família

A garota de 5 anos que morreu baleada na madrugada desta terça-feira (14), na zona rural de Andradas, teria se colocado na frente de um bebê para que ele não fosse baleado. Segundo familiares, Izadora Gomes de Pontes teve uma ação de heróica no meio da ação de três suspeitos armados e tentou proteger a irmã recém-nascida, mas morreu atingida por um disparo feito pelos criminosos.

“Ela se colocou na frente para defender a mãe e a irmã e eles mataram sem piedade”, disse a tia da criança, Marleide Pereira.

Além da criança, o pai dela, José Florêncio de Pontes, de 42 anos também morreu baleado. A mãe foi atingida por disparos e precisou ser hospitalizada na Santa Casa de Andradas. Ela passou por cirurgia e não corre risco de morte.

O caso

mortesandradas_interna (1)
O crime ocorreu por volta das 5h quando três homens encapuzados arrombaram a porta da residência e atiraram contra as vítimas, que estavam no quarto e na cozinha. As cápsulas encontradas em um dos quartos são de um revólver calibre 22.

O delegado Fabrício Mendes Mariano afirmou que trabalha com a hipótese de um acerto de contas, já que nada foi levado da casa das vítimas. Uma adolescente de 15 anos que estava no local é uma das principais testemunhas e já prestou depoimento. Dois bebês recém-nascidos também estavam na casa. Um deles é filho do casal vítima dos disparos e o outro filho da adolescente.

“Ela (a adolescente) se escondeu embaixo de uma coberta e tapou a boca do filho, fingiu estar dormindo para não morrer”, disse a tia da menina.

Ainda segundo a polícia, os suspeitos fugiram em um carro vermelho, em direção a Ouro Fino. Testemunhas teriam visto o carro deixando a casa das vítimas. O enterro de José Florêncio e Izadora aconteceu na tarde desta terça-feira no Cemitério Municipal de Andradas.

4321721_x360

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *