Criança morre durante atendimento no pronto-socorro de Elói Mendes

Uma criança morreu no pronto atendimento da cidade de Elói Mendes por falta de atendimento. O local não conta com um profissional na pediatria e há muito tempo a população vem cobrando da prefeitura da cidade. Essa não é a primeira vez que uma criança morre ao dar entrada no local. A suspeita inicial era de meningite, mas não foi confirmada.
Segundo secretário, a criança já havia sido atendida na UPA de Varginha alguns dias antes, mas não teve melhora e a mãe procurou o pronto atendimento de Eloi Mendes, mas a criança acabou falecendo.

Em entrevista a equipe do Minas Acontece, o secretário de saúde de Elói Mendes reconheceu a falta de um pediatra no pronto atendimento e informou que que já foi tomada uma providência para resolver a situação é que a partir de agora haverá um pediatra para atendimento de emergência nos finais de semana. Antes o profissional só atendia durante a semana nos postos de saúde.

Ainda segundo o Secretário, a falta de repasse de verbas do Governo de Minas tem causado grande prejuízo para os Municípios Mineiros. Apenas para a saúde a dívida chega a um milhão e meio de reais. Com a falta desse recurso, o município tem dificuldades em manter alguns custos importantes.

Questionado, o secretário assumiu o compromisso de tentar buscar uma forma de colocar um pediatra no pronto atendimento, mesmo que só por meio período. O secretário afirmou que irá estudar essa possibilidade, ma ressaltou que a dificuldade em contratar esse profissional não é somente por falta de verba, mas pelo falta de profissionais que aceitem o baixo salário pago pelo SUS.
Fonte e Foto: Minas Acontece

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *