Corte de palmeiras após advogado ser atingido por folha gera polêmica

4272185_x240O pedido de um juiz para cortar sete palmeiras imperiais que ficam em frente ao fórum tem gerado polêmica em Paraisópolis. A decisão foi tomada após um advogado ser atingido por uma folha da árvore, que caiu no momento em que ele passava, e desde então, o juiz considerou que elas causam risco de acidentes. Os moradores se manifestaram nas redes sociais contra o corte e querem impedir a ação.

A sugestão de cortar as palmeiras partiu de um advogado de Conceição dos Ouros, que foi atingido por uma folha no momento em que entrava no fórum. Ele fez uma reclamação ao juiz, que entendeu que as palmeiras oferecem risco às pessoas.

Através de um ofício, o juiz Fábio Aurélio Marchello – que atualmente está em férias – pediu ao Conselho Municipal de Meio Ambiente (Codema) permissão para fazer o corte e o órgão autorizou.

“A gente foi até o local, conversou com as pessoas que trabalham no local, os quais também afirmaram que realmente aquelas folhas caem e que podem a qualquer momento causar um acidente. Em função disso, o conselho opinou pela retirada das árvores”, explica o secretário de meio ambiente e membro do Codema, Geraldo Costa Goulart.

A notícia de que as palmeiras seriam cortadas correu a cidade e tomou conta das redes sociais. Segundo o jornalista Felipe Souza Machado, a maior parte da população é contra. “Não ouvi nenhuma pessoa que é a favor deste corte e eu acho que não é necessário, porque as palmeiras estão nesse local há décadas. Acredito que com uma manutenção correta, evitaria um suposto perigo para os transeuntes que passam embaixo dela”, conta.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.