Coronavírus segue aterrorizando o Sul de Minas; 48 casos suspeitos são investigados

Quarenta e oito casos suspeitos de coronavírus seguem sendo investigados pela  Secretaria Estadual de Saúde no Sul de Minas. De acordo com o último boletim epidemiológico emitido na tarde da última quarta-feira (18), os números não tiveram alterações desde o último boletim, ainda são 48 casos suspeitos. Na região, sete casos foram descartados e nenhum confirmado.

No Estado, são 19 confirmados e 88 descartados, Setecentos e três caos seguem em investigação. No Sul de Minas, Varginha segue liderando a lista com 14 casos em investigação.

Na região, secretarias municipais de algumas cidades disseram que investigam outros casos que ainda não integram a lista oficial do Estado.

Suspensões

Cidades da região seguem aderindo medidas de prevenção ao coronavírus. Confira:

A Prefeitura de Carrancas decidiu fechar todos os pontos turísticos da cidade como medida preventiva. A cidade,  tem grande potencial turístico devido suas cachoeiras e serras.
O Decreto, de 18 de março, declara situação de emergência e estabelece medidas para enfrentamento da pandemia para evitar contaminação e propagação, atendendo o interesse público e evitar o risco coletivo.
Os atrativos e acessos turísticos municipais e particulares estão proibidos e serão fechados ao público. Fica também proibido a circulação e permanência de veículos de turismo, como também o recebimento de turistas em áreas de camping, em estabelecimentos de hospedagem e em casas residenciais (aluguel por temporada).
Além da restrição, estão suspensos eventos e atividades com presença do público por 30 dias. Também está proibida a visita a pacientes diagnosticados com coronavírus internados em rede pública ou privada de saúde.

Em Poços de Caldas novas medidas continuam sendo anunciadas, na cidade as  aulas da rede municipal de ensino estão suspensas até 29 de março; o fechamento por tempo indeterminado de áreas do município: Parques Públicos Infantis; Country Club; Museu; Bibliotecas; Espaço Cultural da Urca; Auditórios Públicos; Quadras e Ginásios Poliesportivos; Balneário Dr. Mário Mourão. A restrição de acesso é apenas pra o público, cabendo aos servidores lotados nos locais, a realização de suas funções.

Ficam suspensos também, por tempo indeterminado, todos os eventos públicos e oficiais de qualquer natureza. Demais informações estão sendo compartilhadas no site da Prefeitura de Poços de Caldas.

Poços com entrada bloqueada

A divisa do município com o Estado de São Paulo assim também como os limites com outros municípios mineiros está fechada.  Durante uma reunião no gabinete do prefeito Sérgio Azevedo (PSDB), com secretários e com o comandante do 29º batalhão da Polícia Militar, a decisão foi tomada.

As entradas do município não serão acessíveis para turistas. Segundo a assessoria da Secretaria de Saúde os detalhes de como funcionará essa operação  serão divulgados depois da publicação do decreto.

O Hemocentro está com horário especial para realizar a coleta de sangue,  desta forma os horários são ampliados. O objetivo é evitar aglomerações, as doações agora acontecem das 7h às 11h30 e das 16h às 20h, também haverá coleta extra no primeiro sábado de cada mês, das 7h às 11h30.

Paciente em estado preocupante

Em um hospital particular da cidade, um paciente com sintomas do coronavírus está internado em estado grave na UTI. O homem de 70 anos, que vive em Poços de Caldas,  recentemente esteve no Chile.

De acordo com os médicos, o paciente respira com a ajuda de aparelhos e seu estado de saúde é crítico. Segundo os profissionais, o homem não teve contato com outras pessoas.

Durante uma coletiva de imprensa, o diretor clínico do hospital, Bruno Leone Carmello, informou que a unidade de saúde criou um setor exclusivo para atender as pessoas com sintomas do Covid-19.

Comerciantes afetados

Comerciantes de Nepomuceno e Passos estão de quarentena após realizarem compras em São Paulo.

Quarenta pessoas de Nepomuceno serão obrigadas a cumprir quarentena, já que estiveram e uma zona de risco no Covid-19.

De acordo com a assessoria da prefeitura, as pessoas que apresentarem sintomas do vírus devem ficar 14 dias em casa, quem não apresentou sete dias. Ainda segundo a prefeitura, pessoas que estiveram no Rio de Janeiro e na capital mineira também devem entrar na quarentena.

 Já em Passos, a prefeitura decretou a suspensão de viagens para compras na capital paulista. Segundo a prefeitura, ao menos 30 sacoleiros estão em isolamento por sete dias. Os sacoleiros estiveram em um ônibus que voltou de São Paulo.

A Secretaria de Saúde do município monitorará essas pessoas diariamente.

Demais cidades

No Circuito das Águas a situação já afeta o setor turístico. Em Caxambu e São Lourenço, as redes hoteleiras estão disponibilizando remarcações para as hospedagens dentro de um período de um ano. O Parque das Águas de Caxambu, está fechado por tempo indeterminado, segundo determinação da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge).

Em Guaxupé, a prefeitura da cidade reeditou as medidas, agora ficam suspensas as consultas (de rotina) nas unidades de saúde, que atenderão apenas casos considerados urgentes, assim como as concessões de férias aos servidores da Secretaria Municipal de Saúde. Terão prioridade os exames urgentes e os tratamentos oncológicos e de gravidez de risco, dependendo do funcionamento dos ambulatórios da rede pública estadual. O recesso escolar está com prazo indeterminado, e a recomendação é de que todas instituições de ensino adotem o mesmo procedimento. Os servidores públicos municipais com mais de 60 anos, gestantes e portadores de doenças imunossupressoras deverão realizar suas atividades como teletrabalho, sendo que aqueles que o serviço não se enquadre em home office, deverá permanecer em casa sem prejuízo de seus vencimentos. Todas secretarias e diretorias estão com atendimento presencial suspensas por prazo indeterminado, podendo o contato ser realizado via telefone.

Nesta quinta-feira (19), a Prefeitura de Gonçalves decretou situação de emergência. A Polícia Militar fez bloqueios nas entradas da cidade para impedir a entrada de turistas e possíveis pessoas que venham de locais com casos confirmados.

De acordo com a prefeitura, todos os veículos foram parados, assim como o transporte público intermunicipal vindo de cidades próximas como Paraisópolis e Cambuí para realizar o controle e fiscalização.

Pousadas, restaurantes, quiosques e bares também estão fechados. Lanchonetes poderão atender somente por serviço de delivery. Na cidade, somente supermercados,  farmácias,  padarias e postos de gasolina podem continuar normalmente com o funcionamento, no entanto com restrição de pessoas. Ao longo dos dias a situação pode mudar.

Ainda de acordo com a prefeitura, as medidas são necessárias já que a cidade não possui hospital e nem unidade de pronto atendimento.  Somente permanecerão viagens de saúde de hemodiálise, oncologia e grávidas de auto-risco com limite de um acompanhante por viagem.

 *Com informações: Poços Já, Correio do Sudoeste e Prefeitura de Poços de Caldas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *