Candidatos que venceram em sete cidades não poderão assumir cargos

Candidatos a prefeito que venceram nas urnas em sete cidades do Sul de Minas estão impedidos de assumir os cargos. O motivo é que eles concorreram com a candidatura indeferida e a situação ainda será definida pela Justiça Eleitoral. Nessas cidades, existe o risco até de uma nova eleição.

Em Santana da Vargem (MG), Vitor Elói, do PT, teve 2.510 votos. Ele não foi o mais votado, mas até o momento é considerado o prefeito eleito. O outro candidato é Argemiro Rodrigues Galvão, do PDT, que foi o mais votado. Ele recebeu 26 votos a mais do que Eloi: 2.536. No entanto, ele disputou as eleições com o registro de candidatura indeferido e portanto está inelegível para a Justiça Eleitoral. Todos os votos que ele recebeu são considerados nulos.

O Tribunal Superior Eleitoral tem até o dia 19 de dezembro para decidir sobre a situação dos candidatos que venceram as eleições e estão com as candidaturas indeferidas. Dependendo desses resultados, o TSE poderá decidir por novas eleições.

“Em caso de indeferimento, se o outro candidato não atingir 50% dos votos válidos, há possibilidade do tribunal determinar novas eleições. Mas essa é uma questão que ainda será analisada, a gente não tem certeza”, disse o juiz eleitoral Cristiano Araújo Simões Nunes.

Ainda segundo o juiz eleitoral, o motivo mais comum de indeferimento de candidatura é a rejeição da prestação de contas públicas, como é o caso em Santana da Vargem.

Além de Santana da Vargem, outros seis municípios da região vivem a mesma situação: Areado,Ibituruna, São Bento Abade, Itumirim, Conceição do Rio Verde e Guapé. O juiz diz que esses candidatos devem recorrer até conseguir.

santana
Santana da Vargem é um dos municípios onde resultado da eleição está indefinido (Foto: Reprodução EPTV)

Fonte: G1 Sul de Minas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *