Câmara de Vereadores aprova extinção da Guarda Municipal de Pouso Alegre

Câmara municipal aprovou definitivamente na noite desta terça-feira (26) a extinção da guarda municipal. O projeto foi inserido na pauta do dia durante a sessão, e foi aprovado em votação única. Como projeto inicialmente fora da pauta de votação, poucos guardas municipais estavam presentes. Outro projeto que removia a guarda da lei orgânica municipal, abrindo caminho para a extinção da instituição, foi aprovado na sexta-feira (22).

Durante a sessão, vereadores de oposição tentaram emplacar, sem sucesso, uma emenda para adiar a entrada em vigor da extinção.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Pouso Alegre (Sisempa) afirmou que pretende entrar com uma ação contra a decisão. “Pedindo uma cautelar para poder cancelar esse processo. Também vamos chamar todos os guardas civis municipais para uma reunião para que eles possam decidir quais serão os próximos procedimentos, se eles querem fazer uma paralisação ou mesmo entrar em greve”, afirmou Leon Camargo, presidente do Sisempa.

O projeto

Pelo projeto, os servidores da guarda seriam reaproveitados em funções compatíveis, sem prejuízo remuneratório. Mas segundo o sindicato, a perda chegaria a até 60%, já que além da remuneração, os guardas recebem pela atividade adicionais de periculosidade e horas-extras.A principal justificativa do prefeito Rafael Simões (PSDB) é o corte de gastos e enxugamento da máquina pública.

No projeto, o prefeito disse que atualmente a guarda não atende de forma satisfatória seu propósito, e que é necessária uma guarda armada. Porém, segundo Simões, não é vantajoso custear treinamento e armamento para os atuais guardas, que em larga maioria estão prestes a se aposentar.

Fonte: pousoalegre.net / Foto: TV Câmara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *