BR-354 terá sete radares instalados em até 60 dias

Lideranças do Centro-Oeste de Minas participaram de audiência e cobram do DNIT, além dos radares, outras melhorias na rodovia

A Rodovia que nos últimos anos causou várias mortes terá uma atenção do governo federal, depois que uma intensa mobilização das autoridades de Campo Belo e região tiveram Audiência Pública, na Assembleia de Minas.

Os radares serão instalados entre Perdões e Formiga, trecho que foi objeto da audiência, sendo um equipamento em Cana Verde e um em Perdões, dois em Candeias e três em Campo Belo. Mauro Lopes salientou que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou atrás da decisão de não permitir novos radares e autorizou a medida, após reunião com o Ministério Público Federal.

Conservação – O superintendente regional do Dnit em Minas, Danilo de Sá Viana Rezende, também anunciou que foi homologado na última segunda (8) o edital de conservação rotineira desse trecho da BR-354, no valor de R$ 9,6 milhões e com contratação prevista para daqui a 15 dias. O trabalho inclui a capina e eventual tapa buraco.

Os prefeitos da região, porém, querem mais e demandam, por exemplo, a reforma da pista com piso mais aderente e ajustes para escoamento de água; implantação de terceira faixa e acostamento, além da sinalização de pontos críticos.

Número de acidentes
O prefeito de Campo Belo, Alisson de Assis Carvalho, afirmou que os problemas são crônicos no trecho da BR-354 entre Perdões e Formiga, agravados pelo aumento do número de caminhões que fogem dos pedágios na Rodovia Fernão Dias. Ele apresentou dados de acidentes, levantados pela prefeitura e pela Polícia Rodoviária do Estado.

Entre janeiro de 2018 e 10 de junho de 2019, foram registrados 172 acidentes no trecho, com 26 vítimas fatais, além de outras gravemente feridas das quais não se tem notícia sobre a recuperação ou óbito. Os números de atendimentos dos Bombeiros em 2019 já supera os 24 atendimentos feitos em todo o ano de 2018. E nos últimos cinco anos, o número de acidentes aumentou 81%.

Prefeitos pedem ações
Prefeitos, vereadores e lideranças comerciais pontuaram ações que consideram urgentes na BR-354. O prefeito de Candeias, Rodrigo Moraes Lamounier, por exemplo, citou o tráfego diário de ônibus escolares na rodovia e as péssimas condições de visibilidade no trevo do município, localizado em uma curva.

O mesmo foi apontado pelo secretário de Desenvolvimento Econômico de Campo Belo, Fabrício Rodrigues Teixeira, que questionou o Dnit sobre as regras para iluminação do trevo da cidade, por onde circulam as vans escolares. Ele ainda lembrou que as condições ruins da rodovia prejudicam os investimentos na região e encarecem, por exemplo, o escoamento da produção local.

Já o prefeito de Cana Verde, Eduardo Cardoso Garcia, reiterou que o excesso de peso é o principal problema da via. E a vereadora de Campo Belo, Rosângela Casaca, apontou problemas na alça da BR-354 que leva à BR-369. Todos eles celebraram o anúncio dos radares.

Fonte: Campo Belo em Foco / Foto Principal: REPRODUÇÃO / GOOGLE STREET VIEW 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *