Bispo diocesano da Campanha convoca protesto contra o aborto “Vamos tocar os sinos em todas as Igrejas da nossa Diocese”, às 15 horas

Na tarde desta quinta-feira (2), mais precisamente às 15 horas, a Igreja Católica, na Diocese da Campanha, fará um protesto contra a legalização do aborto e em favor da vida.

Segundo nota divulgada pelo Bispo Diocesano, Dom Pedro Cunha Cruz, as paróquias estão convocadas para tocarem os sinos das igrejas, todas no mesmo horário, às 15 horas. E ao escutar o toque dos sinos, Dom Pedro convida os católicos à prestarem solidariedade à campanha e em oração, pedirem a Deus misericórdia e luz para a decisão final sobre a legalização do aborto no país.

Nota de Dom Pedro

“Convocamos as paróquias para tocar os sinos em todos as Igrejas da nossa Diocese. Um ritmo que chame a atenção do povo, para sinalizar que estamos nos manifestando contra o aborto”.

Iago Almeida, redator do CSul, entrou em contato com Padre Mário da Silva Quirino Rabelo, da Paróquia Cristo Bom Pastor, de Elói Mendes, que deixou uma mensagem especial e exclusiva aos cristãos católicos. Confira:

“Que todos os cristãos se unam em defesa da vida, mediante a questão do STF legalizar a questão do aborto. Até mesmo no processo de descriminalização, nós não podemos ficar calados e deixar passar. Por isso, então a questão de lutar pelo direito a vida. E esta manifestação, protesto, que as igrejas irão fazer a partir dos sinos é justamente para poder lembrar da vida, e por isso, nós aqui, enquanto cristãos católicos, temos que nos unir e em oração, clamar a Deus a graça de podermos vencer e não deixar que a cultura de morte seja maior do que aquilo que o próprio Cristo, no evangelho nos ensina: ‘Lutar pela vida, pois ele veio para que todos tenham vida, e vida em abundância.’ Vamos então nos unir todos em oração hoje as 15 horas, ao escutarmos os sinos das igrejas tocarem. Podermos levar isso em conhecimento de todos, que a igreja está lutando contra toda situação que venha ferir a vida”.

Vídeo divulgado pelos católicos nas redes sociais

Audiências Públicas promovidas pelo STF

Os protestos promovidos pelos católicos são por conta da intensificação da campanha promovida à favor da interrupção da gravidez no Brasil.

A Frente Nacional Contra a Criminalização das Mulheres e pela Legalização do Aborto realizou, nessa terça-feira (31), uma reunião para discutir a intensificação da campanha sobre o direto à interrupção da gravidez no Brasil. A plenária, realizada na sede do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Paulo (Sindsep), promoveu o debate sobre a despenalização da prática no país, que será pauta, nos próximos dias 3 e 6, de audiências públicas promovidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Redação CSul – Iago Almeida

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *