Após onda de assaltos, comerciantes investem em câmeras em Guaxupé

Por causa disso, um grupo de 16 comerciantes do Centro da cidade agora conta com câmeras para monitorar o trânsito de veículos e a circulação de pessoas. O sistema se tornou um aliado para quem tinha medo de ser assaltado. O monitoramento trouxe uma segurança a mais para quem trabalha em ruas como a Travessa João Cruvinel.

“A pessoa está entrando na nossa rua, está saindo, ela está sendo filmada. São câmeras HD, alta resolução, então a gente vê placa de carro, a gente vê tudo, a fisionomia da pessoa, não tem como esconder”, disse o comerciante Bruno dos Reis Nascimento.

As imagens das cinco câmeras são monitoradas por uma empresa de vigilância. Além disso, os lojistas ainda se comunicam pelo celular. Formaram até um grupo em um aplicativo. “Todas as informações e ocorrências que acontecem, a gente troca as informações entre um e outro, inclusive fora dos horários comerciais”, comentou Newton Moura de Mesquita.

Após onda de assaltos, moradores criam mecanismos para se defender em Guaxupé (Foto: Reprodução EPTV)
Após onda de assaltos, moradores criam mecanismos para se defender em Guaxupé (Foto: Reprodução EPTV)

Ainda para conter a sensação de insegurança, na última quinta-feira (3), 28 policiais militares foram para ruas. A operação contou com militares do comando de São Sebastião do Paraíso. Também para reforçar o patrulhamento em Guaxupé, a PM tem agora mais duas motos.

O problema, segundo os militares, é que quando a polícia consegue apreender os adolescentes infratores, logo eles estão agindo de novo.

“A gente observa que a reincidência por parte de menores na prática de crime vem se acentuando neste ano de 2016”, disse o capitão da Polícia Militar, Márcio Nunes Teófilo.

Fonte: G1 Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *