Após início de vacinação, Varginha divulga porcentagem de leitos de UTI ocupados e prefeitura adota medidas mais rígidas

Primeira etapa de imunização tem término previsto para a próxima segunda-feira (25); Administração Municipal confirma 87% de leitos de ocupados no Hospital de Campanha, e baixa decreto que autoriza aplicação de multas para quem estiver sem máscara, além de cancelar ponto facultativo no Carnaval.

Redação CSul – Alisson Marques/Foto destaque: Prefeitura de Varginha

Após receber doses da CoronaVac e iniciar a vacinação contra o novo coronavírus, Varginha anunciou, nesta quinta-feira (21), através de decreto baixado pelo prefeito Vérdi Lúcio Melo, medidas mais rígidas para tentar conter o avanço da doença no município, tais como, cancelamento do ponto facultativo no Carnaval e multa para quem estiver sem máscara nas ruas da cidade.

A vacinação contra a covid-19 em Varginha começou na última terça-feira (19) – mesmo dia em que as vacinas chegaram à cidade. O primeiro imunizado foi o Senhor José Ferreira, de 111 anos, residente do Lar São Vicente.

Mudinho’ foi o primeiro morador de Varginha a ser imunizado contra o novo coronavírus/Foto: Divulgação

A dose da CoronaVac foi aplicada pela enfermeira Luana Alves, responsável por coordenar a Central de Vacinação Municipal de Varginha.

Processo de vacinação

De acordo com a prefeitura, após a chegada das vacinas, o processo de vacinação seguiu, na quarta-feira (20), para o Hospital de Campanha. Os vacinados foram profissionais de saúde da linha de frente do hospital, tais como, enfermeiros, médicos e integrantes da limpeza que convivem com alta carga viral.

Doses da CoronaVac chegaram em Varginha na última terça-feira/Foto: Ascom Prefeitura de Varginha

Ainda na quarta-feira, foi concluída – de forma parcial – a vacinação dos idosos asilados, que moram no Lar São Vicente de Paulo e em outros asilos particulares na cidade. Vale ressaltar que, segundo o Secretário Municipal de Saúde, Doutor Luiz Carlos Coelho, a imunização entre os asilados só não foi completa devido à recusa de três idosos, por decisão pessoal ou de familiares.

A etapa de vacinação prosseguiu na quinta-feira (21), em unidades de saúde de Varginha. Seguindo todos os protocolos do Ministério da Saúde, os médicos e colaboradores da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Humanitas foram os primeiros a serem vacinados.

Técnico de Enfermagem da UTI Adilson tomando a primeira dose da Coronavac/Foto: Divulgação Unimed Varginha

Já nesta sexta-feira (22), as equipes de vacinação contra a covid-19 da Prefeitura de Varginha vacinaram profissionais do SAMU. Logo após, foram vacinadas às equipes da tomografia e serviço de imagem do Hospital Bom Pastor.

No início da tarde, receberão a vacina os profissionais de plantão nos CTI´s dos Hospitais Regional e Humanitas. Às 15h, começa a vacinação das equipes das quatro unidades de gripe de Varginha: Santana, Barcelona, Canaã e Bom Pastor.

Já à noite, serão vacinados os profissionais de plantão dos CTI´s do Hospital Regional e Hospital Humanitas. Também receberão a vacina profissionais da linha de frente no atendimento de pacientes com covid-19 do Hospital Bom Pastor.

Grupos prioritários

Idosos e profissionais da saúde foram definidos como grupos prioritários pelo Plano Nacional de Imunizações – PNI (profissionais de saúde da linha de frente e idosos asilados).

É importante destacar que, o primeiro lote de vacinas é exclusivo para esses dois públicos-alvo, ou seja, os demais ainda não serão vacinados.

Inicialmente, as 1675 doses seriam para a primeira e para a segunda vacinação, mas a Secretaria Municipal de Saúde informou, na última quarta-feira (20), que serão 1.675 aplicações nessa primeira etapa, sendo assim, a revacinação será com a vacina que chegará posteriormente ao município.

Fim da primeira etapa de imunização

Segundo o Secretário de Saúde de Varginha, a quantidade de doses recebidas da vacina teve de ser pulverizada, questão essa que, segundo ele, todo país enfrenta. Coelho enfatizou, também, que Varginha irá conseguir otimizar as doses devido à profissionais que são compartilhados por cidades e instituições, ou seja, mais pessoas serão imunizadas.

Ainda conforme o secretário, a expectativa é que até a próxima segunda-feira (25), todas as doses tenham sido aplicadas no município. A segunda dose da vacina deverá ser feita após 14 a 28 dias depois da primeira.

Administração Municipal confirma 87% de leitos ocupados no Hospital de Campanha

De acordo com o prefeito Vérdi Melo, o Hospital de Campanha, montado no Campus da Unifal, tem, atualmente, 87% dos leitos ocupados. “O nosso sinal vermelho já acendeu. A doença está sob controle da nossa Vigilância, da nossa Secretária (de saúde), a coisa está encaminhado dentro da nossa expectativa.”

Hospital de Campanha tem estrutura montada no Campus da Unifal Varginha/Foto: Arquivo CSul

O Hospital de Campanha, em Varginha, foi inaugurado no dia 20 de junho de 2020. Com estrutura montada no Campus da Universidade Federal de Alfenas (Unifal).

Inicialmente, a unidade funcionaria até o dia 31 de dezembro do mesmo ano, porém no dia 17 de dezembro, foi prorrogado o estado de emergência na cidade, sendo assim, o funcionamento do hospital foi prolongado até fevereiro.

Multa para quem estiver sem máscara e cancelamento do ponto facultativo no Carnaval

Em decreto baixado nesta quinta-feira (21), a prefeitura de Varginha confirmou a aplicação de multa de R$ 50,00 para quem estiver sem máscaras nas ruas de Varginha. Ainda segundo o documento, em caso de reincidência, o valor dobra, ou seja, R$ 100,00.

Entrevista realizada no pátio da Prefeitura Municipal, contou com presenças do vice-prefeito, Leonardo Ciacci (à direita) do Secretário Municipal de Saúde, Luiz Carlos Coelho (centro), além de Vérdi Melo (à esquerda)/Foto: Reprodução CSul

O prefeito de Varginha, Vérdi Melo explicou que, o objetivo não é arrecadar dinheiro, mas sim sensibilizar as pessoas da necessidade e importância desse equipamento como prevenção à covid-19.

Inicialmente os fiscais da Vigilância Sanitária, de Posturas e da Guarda Civil Municipal estão orientados para abordar e orientar as pessoas, que no caso de desobediência serão multadas em R$ 50,00 e, se for reincidência o valor dobrará.

Os fiscais também terão máscaras para doar às pessoas que não estiverem com o equipamento em mãos. Entre outras consequências além da multa, fica estabelecido que  “os infratores que estiverem em débito de multa não poderão receber quaisquer quantias ou créditos, participar de licitações, celebrar contratos ou termos de qualquer natureza ou transacionar, a qualquer título, com a Administração Pública Municipal.

Cancelamento do ponto facultativo no Carnaval

O decreto prevê, também, ponto facultativo no feriado de Carnaval – que ocorrerá, neste ano, entre os dias 12 e 17 de fevereiro. Segundo o chefe do Executivo, na segunda-feira (15), o setor público municipal funcionará normalmente. Já na terça (16), está mantido o feriado e na quarta (17), o recesso acontece até às 12h.

Sobre a medida, Vérdi enfatizou que; “a prefeitura recomenda que o comércio funcione na segunda-feira (15)”. Segundo ele, a decisão é uma forma de conter viagens, já que o comércio estará funcionando.

Vale ressaltar que, oficialmente o Carnaval não é considerado feriado nacional, a data tem ponto facultativo e a definição fica a critério de estados e municípios.

No último dia 7, a prefeitura de Varginha já havia anunciado o cancelamento do tradicional ‘Banho da Dorotéia’ visando conter o avanço da doença na cidade.

Covid-19 em Varginha

No boletim divulgado nesta quinta-feira (21), Varginha havia superado a marca de 4.000 registros da doença, sendo 64 óbitos em decorrência da covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.