Zarc de seis culturas agrícolas é publicado e atualizado

O Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) das culturas de amendoim, cevada (cultivo de sequeiro) e irrigado, feijão caupi, girassol, mamona e sorgo granífero foi atualizado e publicado nas portarias do Diário Oficial da União desta semana.
De acordo com a Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, as recomendações, que incluem janela de plantio, cultivar e tipo de solo, são válidas para safra 2019/2020. As indicações devem ser seguidas, obrigatoriamente, pelos produtores que acessam o Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR).
O Zarc é um instrumento para auxiliar a gestão de riscos na agricultura. O objetivo é minimizar os riscos relacionados aos fenômenos climáticos adversos, possibilitando ao produtor identificar o melhor período de plantio das lavouras, nos diferentes tipos de solo e ciclos de cultivares.
Conforme previsto no Manual de Crédito Rural e no Decreto que regulamenta o PSR, se ocorrer algum tipo de perda em função de intempéries climáticas, seca ou chuva excessiva, o produtor que contratou uma apólice de Proagro ou seguro rural subvencionado estará amparado conforme valor enquadrado na operação. Caso ele não siga as recomendações disponibilizadas nas portarias de Zarc, o Proagro ou a seguradora não pagará o valor da indenização ao agricultor.
As janelas de plantio disponíveis nas Portarias de Zarc podem ser consultadas de forma simples e interativa por meio do aplicativo “Plantio Certo”   e da plataforma “Painel de Indicação de Riscos”.
Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Foto destaque: Reprodução/Tecnologia Social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *