Volks põe 4 mil funcionários em férias coletivas na planta em Taubaté, SP

Produção em Taubaté está parada desde o último dia 2 por falta de peças (Foto: Divulgação/VW)
Produção em Taubaté está parada desde o último dia
2 por falta de peças (Foto: Divulgação/VW)

Quatro mil funcionários da Volkswagen em Taubaté saíram de férias coletivas nesta segunda-feira (15). A maioria vai ficar afastado do trabalho até o próximo dia 5.

O motivo é a falta de peças para produção de carros. Na última semana a montadora cancelou o contrato com um grupo que fornecia componentes para a fabricação dos automóveis. A planta produz  os modelos Gol,Voyage e Up! e emprega cerca de 4,5 mil pessoas.

Segundo a Volks, 100 mil carros deixaram de ser fabricados em 120 dias de parada de produção desde o ano passado, quando teve início o impasse sobre o fornecimento de peças.

PPE
Apesar das férias coletivas terem início nesta semana, os trabalhadores já estão em casa desde o último dia 2, quando a multinacional decidiu antecuipar as folgas do Programa de Proteção ao Emprego (PPE).

O calendário do PPE na fábrica de Taubaté prevê quatro folgas mensais, que normalmente aconteciam às sextas, mas que por causa da falta de peças foram antecipadas e concentradas em um período único – até 8 de agosto.

Depois, até o fim da última semana, os funcionários foram dispensados por um mecanismo chamado shut down, em que a folga é transformada em banco de horas e não há prejuízo aos salários dos operários.

Outro lado
A Keiper, uma das empresas que forneciam as peças, disse que considerou a decisão da Volkswagen arbitrária e que as paradas no fornecimento foram comunicadas à montadora.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *