Veja como vai ficar o novo sistema de iluminação da Praça da Liberdade, em BH

O fechamento da Praça da Liberdade para reforma só vai permitir em novembro que a população tenha a real dimensão de como ficará um dos principais cartões-postais de Belo Horizonte quando a obra for concluída. Mas, antes disso, detalhes do novo projeto obtidos pelo Estado de Minas já permitem ao público desvendar novidades no visual, especialmente à noite, por meio da projeção da iluminação de destaque, que já começou a ser implantada. Imagem a que a reportagem teve acesso mostra que a escuridão que vinha caracterizando o espaço no período noturno será deixada de lado, substituída por luzes que tornarão o espaço mais atrativo quando o sol tiver ido embora. O coreto também terá iluminação especial, além de nova pintura, conforme já havia sido anunciado pela presidente do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha/MG), Michele Arroyo. A revitalização da praça também se estende a outras intervenções no Circuito Liberdade, como a abertura da Casa do Patrimônio e a recuperação da pintura de cinco prédios.

Complexo ganha mais luminárias, com objetivo de melhorar a iluminação na pista e em todo o entorno, onde prédios serão repintados. (Foto: Ramon Lisboa/EM/DA Press)

Para respeitar normas históricas, já que a Praça da Liberdade é tombada pelo patrimônio em níveis municipal e estadual, os 33 postes do estilo republicano que hoje ficam às margens do cartão-postal serão reposicionados na parte interna. Dessa forma, eles se somarão aos 27 que já existem dentro da praça, totalizando 60 luminárias do mesmo estilo nessa área depois da reforma, respeitando a simetria do espaço e estruturas já existentes. Todas as peças serão restauradas, com base em autorização já emitida pelo Iepha, seja as desgastadas pelo tempo ou as que foram alvo de vandalismo. O entorno da praça e as ruas ao redor do ponto turístico receberão postes decorativos em aço galvanizado na cor cinza chumbo. Essas estruturas do entorno da praça terão dois níveis de iluminação. As lâmpadas a oito metros vão iluminar as vias para os carros. Já a iluminação que estará a quatro metros ficará voltada para a pista de caminhada.

A iluminação do coreto será tanto externa quanto interna. As três fontes da praça também serão iluminadas, todas com tecnologia LED. Porém, enquanto duas terão luzes na cor branca, a outra terá o sistema RGB, que permite a mudança de cores. Já as palmeiras do cartão-postal receberão projetores LED para destaque do tronco e das folhas.

 A Praça da Liberdade será o primeiro de 13 pontos da capital a inaugurar uma iluminação de destaque com base no contrato assinado entre a Prefeitura de BH e a Belo Horizonte Iluminação Pública (BHIP), consórcio de quatro empresas que venceu o contrato para assumir e modernizar toda a iluminação pública da cidade. O documento prevê a troca de 182 mil pontos de luz na capital mineira que usam lâmpadas de valor de sódio pela tecnologia LED, além de reduzir o nível de falha de 6% para 1% em três anos de vigência. Segundo o consórcio, cerca de 40 mil já passaram pela troca, com destaque para as regiões do Barreiro, Venda Nova e Norte, praticamente concluídas.

RESTAURAÇÕES 

Além da nova iluminação e da restauração do coreto, o projeto prevê a recuperação da estátua Ninfa e do piso de caminhada, além da reinstalação das placas de monumentos e do mobiliário, com novos bancos e lixeiras. Os custos para a requalificação estão orçados em R$ 5,2 milhões, a serem assumidos pela Prefeitura de BH, governo de Minas e mineradora Vale. Na semana passada, a presidente do Iepha, Michele Arroyo, anunciou que o chamado “Prédio Verde”, que foi inaugurado em 1897 e funcionou como sede da antiga Secretaria de Viação e Obras Públicas, vai se transformar em um novo equipamento do circuito, batizado de Casa do Patrimônio. O espaço vai receber, a partir de novembro, ateliê de restauração aberto à visitação e exposições, além de ser novamente a sede do Iepha.

Outras mudanças estão previstas para a pintura dos prédios do conjunto de museus. Haverá revitalização, por meio de parcerias com a iniciativa privada, da pintura do Arquivo Público Mineiro, do Museu Mineiro, da própria Casa do Patrimônio, do coreto da praça, do muro e dos gradis do Palácio da Liberdade. Segundo o Iepha, tudo será entregue em novembro e as empresas participantes da parceria são Coral, Casa & Tinta, Grupo Orguel e o Sindicato da Indústria da Construção Pesada de Minas Gerais (Sicepot/MG).

Iluminação renovada

60 postes em estilo republicano compõem o conjunto da Praça da Liberdade. Como integram o tombamento do espaço, serão mantidos
33 deles serão remanejados para o ambiente interno da praça. Terão sobretudo caráter decorativo
27 já estão posicionados na porção interior da praça
190 pontos de iluminação (há postes que têm dois) estão previstos para a praça e seu entorno após a revitalização
44 novos pontos em 22 postes vão ser acrescentados à iluminação da praça
Esquema de iluminação que está sendo substituído deixa áreas de escuridão. (Foto: BHP/Divulgação)

Sob os holofotes

Veja a lista dos 12 outros pontos de BH em que está prevista a implantação de iluminação de destaque

» Orla da Lagoa da Pampulha
» Casa do Baile
» Museu de Arte da Pampulha
» Praça Alberto Dalva Simão
» Mirante das Mangabeiras
» Praça do Papa
» Parque Municipal
» Entorno da Praça da Liberdade
» Praça Duque de Caxias
» Viaduto Santa Tereza
» Praça da Estação
» Museu de Artes e Ofícios

Fonte: Estado de Minas / Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *