TRE realiza a carga das urnas para as Eleições 2018

As zonas eleitorais de todo o estado já começaram a preparar as urnas para a votação no 1º turno das Eleições 2018. Durante audiência pública, para a qual são convidados o Ministério Público e representantes de partidos políticos, as urnas recebem os dados de candidatos e eleitores e são carregadas com o software de votação e a mídia onde serão gravados os resultados. Além disso, são realizados vários testes nos equipamentos e, ao final do procedimento, as urnas são lacradas. A partir daí, não pode ser feita nenhuma alteração.

Na capital mineira, a preparação das urnas das 18 zonas eleitorais começou no último final de semana e vai até o dia 28. O procedimento é realizado por servidores do TRE e supervisionado pelos chefes de cartório e juízes eleitorais. Nesta segunda-feira (24), representantes do Ministério Público, Polícia Civil, Polícia Militar e diversos veículos de imprensa estiveram no Centro de Apoio do TRE para acompanhar os trabalhos.

A juíza Andréa Miranda, diretora do Foro Eleitoral de Belo Horizonte e titular da 29ª ZE, destacou que “é um trabalho de grande dimensão, aberto para que todos os interessados o conheçam. É importante dar transparência, e nós estamos fazendo isso”. O promotor de justiça Edson Resende, coordenador do Centro de Apoio Operacional Eleitoral do Ministério Público de Minas Gerais, afirmou que esse é um momento bastante relevante e, por isso, o MP está presente nas 304 zonas eleitorais do estado, “acompanhando o trabalho da Justiça Eleitoral, para dar ainda mais credibilidade ao procedimento”.

No interior, cada zona eleitoral tem os seus procedimentos para guarda e distribuição das urnas, sempre com o apoio de instituições que garantem a segurança.

Urnas em Minas Gerais

Nas Eleições 2018, cerca de 54.000 urnas eletrônicas serão utilizadas nos 10.062 locais de votação em todo o estado. Desse total, 5.886 são urnas de contingência.Em Belo Horizonte, serão usadas 4.864 urnas – sendo 278 de contingência – em 430 locais de votação. Urnas de contingência são utilizadas para substituição, caso algum equipamento tenha defeito de funcionamento. Nas Eleições 2016, 388 equipamentos foram substituídos por outras urnas no 1º turno. Em 2014, foram substituídas 199.

Nas urnas de Minas Gerais, estão sendo inseridas as informações de 2.251 candidatos, sendo 13 que concorrem ao cargo de presidente, nove para governador, 15 para senador, 861 para deputado federal e 1.301 para deputado estadual. Nesse total, estão todos os candidatos considerados, no momento, aptos a disputar a eleição. Além dos deferidos, enquadram-se nessa situação aqueles que estão sub-judice (mais detalhes da situação dos candidatos podem ser verificados no sistema de estatística de candidaturas).

Nas Eleições 2018, urnas com identificação biométrica dos eleitores serão utilizadas em 731 cidades. Em 122 municípios, a votação com identificação biométrica dos eleitores não será adotada. Isso ocorrerá porque nem todos os modelos de urnas eletrônicas utilizadas nas Eleições 2018 possuem o leitor dos dados biométricos. Em 84 municípios a votação será totalmente biométrica e em 769, será mista (ou híbrida), ou seja, o eleitor que não fez o recadastramento biométrico poderá votar da maneira tradicional.

Fonte: TRE-MG / Foto: TRE-MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *