Servas entrega três importantes projetos em Barra Longa

Com a ajuda do Servas, em parceria com o Ministério Público de Minas Gerais, Emater-MG e prefeitura municipal, Barra Longa deu um passo importante para a retomada da economia local. No último sábado (11/11), a presidente do Servas, Carolina Pimentel, entregou para a população três projetos que objetivam recuperar as perdas consequentes do rompimento da barragem de Fundão há dois anos.

O evento é uma das ações do projeto #AbraçaMinas, que foi uma resposta imediata da instituição à tragédia. E reuniu as entregas do Horta na Rua, Casa das Artes e Leite Forte.

Parceria com o Ministério Público de Minas Gerais, Emater-MG e prefeitura municipal, Barra Longa deu um passo importante para a retomada da economia local. Crédito: Manoel Marques/Imprensa MG

“O caminho do Servas cruzou com o de Barra Longa num dia trágico para Minas Gerais e para o Brasil. O rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, interrompeu boa parte da atividade econômica da região. Trabalhamos desde o primeiro dia em estratégias emergenciais de outras de médio prazo”, contou Carolina Pimentel.

O prefeito, Elísio Pereira Barreto, destacou a parceria com o Servas e agradeceu à presidente da instituição pelo empenho na concretização dos projetos. “É um momento muito importante para a nossa cidade. Sofremos muito com a tragédia de dois anos atrás e só temos de agradecer pelo apoio nessa nossa jornada”, disse.

O Horta na Rua criou, na Praça da Cidade, um importante espaço de vendas para os pequenos produtores do município. A feira também ofereceu um momento de convivência e lazer para os barra-longuenses por meio de diversas atividades culturais e gastronômica. Sob a orientação e organização do Servas, ainda estão previstas mais duas feiras agroecológicas, em 9 de dezembro deste ano e 13 de janeiro de 2018. Depois, a Horta na Rua entrará no calendário oficial da cidade, sendo realizada no segundo sábado de cada mês.

Carolina Pimentel, entregou para a população três projetos que objetivam recuperar as perdas consequentes do rompimento da barragem de Fundão há dois anos. Crédito: Manoel Marques/Imprensa MG

Em parceria com o Ministério Público do estado, Governo de Minas Gerais, prefeitura municipal e artesãs e bordadeiras de Barra Longa, o Servas também entregou a Casa das Artes. O espaço, montado em local estratégico, no centro da cidade, é a nova referência para o artesanato e cultura locais. Lá, os bordados e as outras produções artesanais da região serão exibidos e comercializados.

A Casa das Artes também servirá como centro de referência do patrimônio histórico-cultural do artesanato, onde será possível transmitir e perpetuar práticas e saberes tradicionais, por meio de cursos oferecidos pelos próprios artesãos. “É um momento muito importante para a nossa cidade. Não temos palavras para agradecer o que o Servas tem feito por nós. Desde o primeiro momento, esteve aqui”, contou dona Iris, presidente da Associação dos Artesãos de Barra Longa.

Produção de leite

A principal vocação econômica de Barra Longa é, historicamente, a produção de leite. Na região, há mais de uma centena de produtores, que produzem em média 10 mil litros diariamente. O Leite Forte busca apoiar essa produção, por meio de boas práticas agroecológicas.

O projeto tem como objetivo principal agregar valor ao leite comercializado. Além de impulsionar a economia local, o Leite Forte capacitará os produtores locais para aplicar boas práticas higiênicas, cuidados com matéria prima, conservação e controle de qualidade e manejo correto do leite produzido.

Fonte: Segov

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *