Religiosos pavonianos são homenageados na Assembleia

Em Reunião Especial de Plenário, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) comemora os 50 anos da presença da Congregação dos Filhos de Maria Imaculada (religiosos pavonianos) na Arquidiocese de Belo Horizonte. A reunião, marcada para próxima quinta-feira (19/11/15), às 19 horas, foi solicitada pelo deputado Durval Ângelo (PT).

O parlamentar destacou o lema do próprio fundador dos pavonianos: “cuidarão das crianças como da pupila de seus olhos”, e acrescentou, “a história desse trabalho precisa ser celebrada e reconhecida”, disse o parlamentar.

Ludovico Pavoni, fundador da Congregação dos Filhos de Maria Imaculada – Pavonianos, nasceu em Bréscia (Itália), no dia 11 de setembro de 1784. O religioso dedicou-se intensamente a atividade catequética, fundando um oratório e vários centros educativos para a educação cristã dos jovens mais pobres.

Sobre a missão da congregação, a Associação das Obras Pavonianas de Assistência Social e Educacional realiza suas atividades com a ajuda de religiosos, leigos, voluntários e parceiros. Em Belo Horizonte, o projeto de justiça e igualdade social de acordo com princípios cristãos, atende mais de 1.400 pessoas dos aglomerados da região Centro Sul.

As crianças são atendidas em tempo integral, os jovens são capacitados para o mercado de trabalho, os adultos são alfabetizados e os idosos participam do grupo de convivência da terceira idade.

holanda30

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *