Produção e emprego industrial caem em janeiro, mas faturamento sobe

Indicadores industriais do primeiro mês deste ano foram divulgados nesta terça-feira (7) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).
Indicadores industriais do primeiro mês deste ano foram divulgados nesta terça-feira (7) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI)

As horas trabalhadas na produção, um indicador do nível de atividade, e o emprego industrial recuaram em janeiro deste ano, mas o faturamento do setor registrou crescimento, informou a Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta terça-feira (7). A comparação foi feita com dezembro do ano passado.

“Na comparação entre janeiro de 2017 e dezembro de 2016, os dados são ambíguos”, informou a entidade. Na avaliação da CNI, os resultados indicam que ainda não há sinais claros de recuperação da atividade industrial.

Segundo a entidade, as horas trabalhadas na produção recuaram 0,9% em janeiro deste ano, na comparação com dezembro, ao mesmo tempo em que o emprego industrial teve queda de 0,5%. Já a massa salarial real registrou diminuição de 1,5% nesta comparação.

Por outro lado, o faturamento da indústria teve alta de 0,7% de dezembro para janeiro, o rendimento real médio dos trabalhadores da indústria subiu 0,6% e a chamada utilização da capacidade instalada (nível de uso do parque fabril) subiu 0,5 ponto percentual, para 77,2%.

Na comparação com janeiro de 2016, porém, todos os indicadores continuam negativos. O faturamento real teve queda da 6,9%, as horas trabalhadas na produção caíram 2,1%, o emprego recuou 4,7%, a massa real de salários diminuiu 5,4% e o rendimento médio real do trabalhador encolheu 0,6%, acrescentou a entidade.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *