Ministério da Saúde está sem previsão para distribuição dos inseticidas e larvicidas usados no combate ao vetor Aedes Aegypti

Conforme vem sendo divulgado em mídia nacional, o Ministério da Saúde está sem previsão para distribuição dos inseticidas e larvicidas usados no combate ao vetor Aedes Aegypti . No intuito de atenuar os transtornos ocasionados pelo desabastecimento dos inseticidas, o MS reforça a necessidade da intensificação das ações de rotina, utilização de métodos sustentáveis e ecologicamente adequados, como atividades de eliminação mecânica para o controle de mosquitos e redução da transmissão de casos de Dengue.

Coordenador Setor Zoonoses, José Donizete de Souza explica que em Varginha, Agentes de Combate a Endemias estão sendo orientados a intensificarem a eliminação dos depósitos por meios mecânicos, ou seja, destruir todos depósitos que possam servir de criadouros do mosquito Aedes Aegypti e ainda priorizarem os trabalhos de notificação aos responsáveis pelos imóveis infratores, sendo que o serviço de fiscalização também intensificará os trabalhos de autuação.

O Setor de Vigilância Ambiental pede a todos os moradores que eliminem e redobrem suas atenções aos depósitos de água parada, tais como:

  • Pneus, latas, garrafas, pratinhos de plantas, tampinhas de garrafas, vasos sanitários e ralinhos sem uso, caixa d´água sem tampa, com tampa amassada ou quebrada;
  • Presença de lixo ou materiais inservíveis a céu aberto, em terrenos baldios;
  • Fazer tratamento das piscinas pelo menos uma vês por semana, não cobrir piscinas com lonas ou redinhas;
  • Manter bem tampado tonéis, caixas e barris de água, sendo que os toneis que armazenam água da chuva dever estar bem vedados e com telas nos tubos das calhas;
  • Não dever possuir plantas como as bromélias pois as mesmas são potenciais criadouros do mosquito no meio urbano;
  • Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;
  • Remover galhos e folhas de calhas;
  • Não deixar água acumulada sobre a laje;
  • Encher pratinhos de vasos com areia até a borda ou lavá-los uma vez por semana;
  • Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;
  • Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;
  • Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;
  • Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;
  • Acondicionar pneus em locais cobertos;
  • Tampar ralos;
  • Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;
  • Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;
  • Limpar sempre a bandeja do ar condicionado;
  • Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;
  • Catar sacos plásticos e lixo do quintal.
  • Manter atenção nos depósitos de água na parte inferior das geladeiras.

Fonte: Assessoria de Imprensa Prefeitura de Varginha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *