Minas recebe 146 mil doses extras da tríplice viral

Com novos casos suspeitos de sarampo surgindo em Belo Horizonte e constatações de falta da vacina em municípios da Grande BH, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) de Minas Gerais recebeu, nesta quinta-feira (29), mais 146 mil doses da vacina tríplice viral para vacinação de crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias. O reforço representa 9% do total (1,6 milhão) disponibilizado pelo Ministério da Saúde para todo o Brasil.

Como constatou o Hoje em Dia, municípios como Contagem, Betim e Vespasiano, na região metropolitana, têm passado por situações de racionamento e até ausência do medicamento. A SES afirma que, embora não tenha ocorrido atraso nas entregas e registro de falta da vacina no Estado, situações pontuais podem ocorrer em algumas unidades de saúde, em decorrência de uma procura maior que a da rotina.

A secretaria foi questionada se o número de doses extras será suficiente para resolver os casos de ausência da vacina em Minas. Segundo a SES, o reforço do medicamento, que garante imunização contra sarampo, rubéola e caxumba, atenderá todos os 853 municípios mineiros e seguirá programação de envio definida a partir das solicitações das próprias cidades. O governo também informou que todos os pedidos dos municípios têm sido atendidos integralmente.

Vacinas para todo o país

Segundo o Ministério da Saúde, a divisão das doses ocorreu de acordo com a necessidade de cada estado. Juntos, 13 estados que estão em situação de surto ativo de sarampo receberão 960.907 mil doses. O estado de São Paulo, que concentra 99% dos casos e registra uma morte pela doença este ano, recebeu o maior número de doses (56%).

A vacina tríplice viral está disponível nos mais de 36 mil postos de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o Brasil.

Leia nota da SES na íntegra:

As vacinas são adquiridas pelo Ministério da Saúde e enviadas à SES-MG, que as repassa aos municípios. O abastecimento para as Regionais de Saúde segue conforme o quantitativo de rotina. As programações de envio solicitadas pelos municípios têm sido atendidas integralmente. Não houve atraso nas entregas e não há registro de falta da vacina no Estado de Minas Gerais. Contudo, vale ressaltar que faltas pontuais podem ocorrer em algumas unidades de saúde, em decorrência de uma procura maior que a da rotina. 

Lembrando que todas as crianças de seis meses a menores de um ano de idade devem ser vacinadas com uma dose de tríplice viral, nos termos da última determinação do Ministério da Saúde, devendo manter as doses previstas para um ano de idade e um ano e três meses, dentro do estabelecido no calendário nacional de vacinação. A vacinação de rotina contra o sarampo deve ser mantida na população de 01 (um) ano até 49 anos de idade, considerando-se o histórico anterior das vacinas que contenham componente sarampo. Sendo assim, a vacina tríplice viral é ofertada para a população de 6 meses a 49 anos de idade.

O quantitativo recebido mensalmente pelo Estado de Minas Gerais da Vacina Tríplice Viral é de 350.000. Além disso, a partir deste mês, devido a inclusão da dose 0 destinada aos bebês de 6 a 11 meses, o Estado receberá o quantitativo adicional de 146.000 doses.

Fonte: Hoje em Dia / Foto: Reprodução / Portal Onda Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *