Gestão caminha passo a passo para retomada do equilíbrio financeiro em Minas Gerais

O grande desafio do governador Romeu Zema, nestes seis primeiros meses, sem dúvida, tem sido fazer a máquina pública andar, com os cofres vazios e o enorme montante da dívida herdada, R$ 34,5 bilhões. Mas, com esforço, criatividade, seriedade e disposição, a gestão vem conseguindo avanços em todas as áreas.

Confira as principais ações nas áreas de Infraestrutura e Mobilidade, Saúde e Cultura e Turismo.

Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade

Programa de Concessões e Parcerias
Como investir sem dinheiro em caixa? A Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade lançou um grande programa de concessões rodoviárias. A medida tem por objetivo deixar as estradas mineiras em boas condições para os cidadãos.

Envolvendo sete lotes de rodovias estaduais e investimentos da ordem de R$ 7 bilhões, o programa tem expectativa de gerar mais de 9,5 mil empregos, entre diretos e indiretos, impulsionando o desenvolvimento regional em Minas Gerais.

Aeroporto de Ipatinga
Em fevereiro, a Azul Linhas Aéreas anunciou a paralisação das atividades no Aeroporto Regional do Vale do Aço, em Ipatinga, devido às más condições da pista de pousos e decolagens. O governo agiu rápido e realizou licitação para obras emergenciais no local.

Após a realização das obras emergenciais, o aeroporto contará com outro importante ganho: a parceria estabelecida entre o Governo de Minas Gerais e o Governo Federal para a recuperação definitiva da pista, por meio de recursos do Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC) – no valor de R$ 12,5 milhões.

Secretaria de Cultura e Turismo

O Palácio dos Mangabeiras, tradicional residência oficial dos governadores, agora será aberto a todo cidadão mineiro. Um ambiente que respira cultura!

O governador decidiu economizar e não usar o Palácio, dando uma nova finalidade à edificação. A gestão passou a ser feita pela Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge).

Secretaria de Saúde

A Saúde foi elencada como prioridade do governo. Tanto que é feito um esforço para quitar as dívidas com fornecedores e prestadores de serviços. Colocar a casa em ordem para atender melhor o cidadão! Esse é o lema.

Recursos
Foi realizada articulação com o Ministério da Saúde, que possibilitou a incorporação de R$ 192 milhões do teto de média e alta complexidade (MAC). Esses recursos serão destinados à atenção hospitalar, vigilância e saúde mental.

Hospitais regionais
A Secretaria de Saúde coordena o Grupo de Trabalho formado para propor medidas que viabilizem a conclusão das obras e o início do funcionamento dos hospitais regionais em Além Paraíba, Conselheiro Lafaiete, Divinópolis, Unaí, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Nanuque, Novo Cruzeiro, Sete Lagoas e Teófilo Otoni.

Controle do Aedes aegypti
Ações de controle da dengue, zika e chikungunya são realizadas permanentemente, com monitoramento, prevenção e controle do Aedes aegypti. Foram também publicadas cinco resoluções com liberação de s financeiros, totalizando R$ 12.760.000,00, e contemplando 332 municípios com alta ou muito alta incidência de dengue.

Urgência e Emergência
Uma grande preocupação é a regularização de repasses aos programas de urgência e emergência, com compromisso de fazê-los de forma integral. Até maio, foram feitos pagamentos referentes a 2018. A perspectiva é a de que se faça, a partir de agora, os pagamentos de 100% do custeio. O financiamento atinge UPAs, Samu, Rede Cegonha (gestantes) e Urgências de Hospitais.

Medicamentos
Foi realizado acordo com fornecedores para retorno ao abastecimento dos medicamentos de responsabilidade do Estado.

Outras ações

Reforma do telhado da Biblioteca Pública Estadual, com investimento de R$ 1,2 milhão;

Obtenção de recursos para reforma do ar-condicionado e da central elétrica da Fundação Clóvis Salgado (FCS);

Recuperação e reabertura da Fazenda Boa Esperança. Após dois anos de obras, o governo reabre a Fazenda Boa Esperança para visitação pública, com inauguração de exposição e projeto educativo;
Criação da marca Destino Minas Gerais: A nova marca de destino Minas Gerais será utilizada pelo Trade Turístico para o posicionamento do estado no turismo nacional e internacional.

Fonte: SEGOV – Governo de Minas / Foto: Beto Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *