Artigo – Feminicídio: não podemos nos omitir

Nessa semana, a Lei Maria da Penha, sancionada em agosto de 2006, Lei nº 11.340, fez doze anos e infelizmente, contrariando seu intuito que é de preservar a integridade da mulher, vimos inúmeros casos de agressões causando a morte de várias mulheres ao redor do país.

Só no Brasil, uma mulher é violentada verbalmente ou fisicamente a cada dois segundos, um dado drástico que só faz aumentar o número de feminicídios no país que está em quinto lugar no ranking dos países com a maior taxa de feminicídio do mundo de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Outro dado assustador disponibilizado pela Agência Patrícia Galvão – organização referência nos campos dos direitos das mulheres –, mostrou que só em 2017 foram 4.473 homicídios dolosos de mulheres, ou seja, a cada duas horas uma mulher é assassinada.

Eu, como mulher, coordenadora do PRB Mulher do Estado e presidente do Instituto Mulheres Solidárias, repudio esses acontecimentos, e peço que você, mulher, homem, e qualquer pessoa que tenha conhecimento deste crime, denuncie através do 180.

Nós não podemos admitir que esses criminosos fiquem impunes e precisamos lutar para que outros crimes não venham a acontecer. Nossa luta deve ser diária e constante, na busca por igualdade e respeito às mulheres.

Portanto, não se omita. Ao menor sinal de agressão contra você, ou qualquer outra mulher que esteja próximo, denuncie! Todos nós juntos, podemos salvar a vida de milhares de mulheres.

Sobre Ana Karin
Coordenadora do PRB Mulher São Paulo e presidente do Instituto Mulheres Solidárias. Ex-prefeita de Cruzeiro/SP por dois mandatos. Foi diretora de Marketing do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) e gestora e coordenadora do Ministério da Justiça. Criou o Disque Denúncia Nacional de Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes (Disque 100). Foi a primeira mulher a presidir o Consórcio de Desenvolvimento Integrado do Vale do Paraíba (Codivap). Formada em Magistério Especializado em Alfabetização; em Música; e em Administração. Pós-graduada em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), em Marketing Político pela Universidade de São Paulo (USP) e em Gerência de Cidades pela Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), em São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *