Em jantar com Temer, PMDB recusa aumento de impostos

imageEm jantar do vice-presidente Michel Temer nesta terça-feira (8), os principais líderes do PMDB recusaram qualquer possibilidade de aumento de imposto para ajudar a reduzir o rombo de R$ 30,5 bilhões nas contas públicas.

Alguns peemedebistas chegaram a defender a elevação ou a criação de tributos, mas foram logo cortados pela cúpula do Congresso.

Até mesmo a proposta de elevação da Cide, que incide sobre combustíveis, feita por Temer, não conquistou muitos adeptos. Presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) ponderou que o impacto inflacionário com a elevação da alíquota dessa contribuição agravaria as dificuldades econômicas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *