Contra denuncia de corrupção Presidente Michel Temer apresenta defesa

Foto: divulgação

Os advogados do presidente Michel Temer (PMDB) devem  apresentar nesta quarta-feira à Câmara dos Deputados a defesa contra a denúncia de corrupção passiva, feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) ao Supremo Tribunal Federal (STF) no último dia 26.

A defesa de Temer acontecerá antes do fim do prazo de 10 sessões em plenário, que começou a contar nessa terça-feira (4).

O documento será entregue à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). O relator do processo na CCG, o deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), foi escolhido nesta terça-feira (4).

Apesar de ser filiado ao mesmo partido do presidente, Zveiter é visto como um parlamentar independente. Caberá ao relator recomendar ou não a aceitação da denúncia feita pela PGR.

A apresentação da defesa de Temer bem antes do prazo previsto revela que o presidente pretende tirar o quanto antes da pauta da Câmara dos Deputados a denúncia contra ele.

De acordo com interlocutores do presidente, o advogado Antonio Cláudio Mariz de Oliveira já trabalha na defesa desde que a denúncia foi apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Segundo um auxiliar do presidente, Mariz deve destacar na defesa a argumentação que já tem sido externada por Temer de que as provas – como a gravação com Joesley Batista – são ilícitas e que há vício na origem da denúncia.

Auxiliares do presidente ressaltam ainda que, com a entrega nesta quarta-feira, há condições de que a denúncia seja apreciada em plenário antes do recesso, no próximo dia 17.

Apesar do otimismo, um interlocutor do Planalto reconheceu que o cenário é muito incerto e há vários fatores que fogem do controle do governo, como uma possível obstrução ou pedido de vista.

Fonte: Estado de Minas 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *