Briga entre facções rivais no presídio de RO tem 8 presos mortos

img_0986
Briga entre facções motivou conflito na penitenciária Urso Branco que resultou em oito mortes (Foto: Hosana Morais/G1)

Oito presos morreram asfixiados por fumaça na Penitenciária Estadual Ênio dos Santos Pinheiro em, Porto Velho, durante a madrugada desta segunda-feira (17). A Polícia Civil confirmou as mortes e diz que a motivação foi uma briga entre facções rivais. Dois feridos foram encaminhados ao hospital.

O confronto teria sido motivado por uma briga entre facções rivais que iniciou em Boa Vista(RR) no domingo (16); 10 detentos morreram. Segundo o secretário da Sejus, Marcos Rocha, confirmou que o confronto foi motivado por briga entre facções rivais, mas não quis revelar quais.

Familiares aguardam informações em frente à penitenciária. A polícia fará a contagem dos presos ainda nesta segunda para verificar o número de mortos.

O diretor do presídio, Jobson Bandeira, relatou sobre a situação. “Nós conseguimos chegar ao local agora, conseguimos fazer a movimentação dos apenados e chegamos até a cela. A confusão começou na madrugada, as duas facções começaram a brigar e tocaram fogo na frente dessa cela, onde vieram a óbito oito apenados. Eles morreram asfixiados. Eles não chegaram até os apenados, foi por causa da fumaça dos colchões que eles tocaram fogo e acabou vindo a óbito os oito da mesma cela. (…) Os dois feridos em estado grave já estão no hospital.”

O nome dos presos mortos no conflito foram divulgados. A esposa de uma das vítimas, ao saber da morte do marido, desmaiou e foi socorrida por outras mulheres que se encontram no local.

A entrada que dá acesso à penitenciária foi interditada pela polícia. Equipes do Instituto Médico Legal (IML) estão na unidade para a realização da perícia e remoção dos corpos.

O caso
A briga teria sido motivada por um confronto registrado na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo no domingo (16), em Boa Vista (RR), na qual 10 detentos ficaram mortos e pelo menos 100 familiares foram feitos reféns.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *