Brasil participa do Dia Mundial da Paralisia Cerebral pelo segundo ano consecutivo

06 de outubro é o dia da conscientização sobre a condição que incide sobre mais de 17 milhões de pessoas no mundo

No próximo domingo (6), mais de 64 países estarão unidos em torno do Dia Mundial da Paralisia Cerebral, data que foi instituída por pessoas com essa condição, familiares e organizações que lhes oferecem suporte em todo o mundo. Através do slogan Estamos Aqui, os países buscam dar visibilidade às pessoas com paralisia cerebral, lutando pelos seus direitos e pela conquista de espaço na sociedade.

No Brasil, o movimento é coordenado pela ONG Nossa Casa, primeira plataforma nacional destinada a traduzir o conhecimento científico sobre a Paralisia Cerebral e o AVC Infantil, ofertando informação de qualidade e acessível a todos.

Para marcar a segunda comemoração do Dia Mundial da Paralisia Cerebral no país, a Nossa Casa quer incentivar todas as crianças com deficiência a ocuparem parques e espaços recreativos para colocar em prática uma atividade fundamental para a infância: o brincar.

A ação conta com o apoio da Prefeitura de São Paulo e da Prefeitura de Campinas, que irão iluminar de verde alguns pontos das cidades – a cor representa a luta em prol da paralisia cerebral; do Projeto LIA – Lazer, Inclusão e Acessibilidade, um movimento nacional de pessoas que buscam difundir a importância da inclusão na diversão; do Catavento Cultural e do Parque da Mônica, espaços que abraçam a causa e que no dia 06 de outubro oferecerão entrada gratuita para crianças com paralisia cerebral.

Sobre a Paralisia Cerebral

A PC é a deficiência física mais comum na infância e, também, uma das menos compreendidas. Hoje, existem mais de 17 milhões de pessoas no mundo com essa condição e aproximadamente 350 milhões de familiares, amigos e apoiadores que estão envolvidos em seu apoio e suporte.

“O mais desafiador, talvez, seja o desconhecimento e a falta de informação que, em muitos casos, cria mitos e preconceitos que levam à exclusão social das crianças com paralisia cerebral. Muitas pessoas que vivem sob essa condição poderiam estar vivendo de forma completamente diferente se tivessem acesso às mesmas oportunidades e direitos de todo cidadão. É para isso que existe o Dia Mundial da Paralisia Cerebral: para reforçar a existência das pessoas com PC, para lutar pelos seus direitos e para tentar alcançar um mundo mais justo e igualitário”, afirma Marina Junqueira Airoldi, da Nossa Casa.

Os sintomas decorrentes da Paralisia Cerebral (PC) permanecem por toda a vida e podem ou não estar associados a outras condições, como déficit visual, de aprendizado, de comportamento, epilepsia, entre outras. Ela se divide em cinco níveis, de acordo com a função motora, podendo interferir na capacidade de correr, andar e pular ou se estender a limitações maiores, em que o auxílio é necessário para praticamente todas as atividades realizadas pela criança.

Para mais informações sobre a Paralisia Cerebral e sobre o dia 06 de outubro, visite www.nossacasa.org.br e worldcpday.org.

Fonte e foto: R&F Comunicação Corporativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *