Beijo entre casais do mesmo sexo em formatura da PMDF causa polêmica e MP investiga homofobia

Fotos publicadas em redes sociais que mostram dois Policiais Militares beijando pessoas do mesmo sexo foram alvos de comentários homofóbicos em grupos de colegas da corporação. A demonstração de carinho teria acontecido durante a formatura de novos soldados da PMDF, no último sábado (11).

Um áudio que circula pelo Whastapp mostra um homem, identificado como coronel da reserva da PMDF, criticando os atos. Ele afirma que as demonstrações de afeto foram uma “avacalhação” da corporação e que “aquele postura poderia ter sido evitada. É lamentável”.

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) pediu à PM que investigue os comentários, além da apuração da prática homofóbica instaurada pelo Ministério Público do DF.

Os envolvidos no caso estão proibidos pela PMDF de conceder entrevistas sobre o ocorrido. Segundo a corporação, “os áudios atribuídos a um coronel da reserva remunerada manifestam uma opinião pessoal e serão analisado” e que “não coaduna ou apregoa quaisquer tipos de preconceito”.

A Comissão de Direitos Humanos da CLDF entrou em contato com os policiais alvo dos comentários e se colocou à disposição dos militares a partir desta segunda-feira (13).

O deputado distrital Fábio Felix (Psol), que preside a comissão, enviou à PMDF um pedido de apuração do fatos, além de medidas para proteção direitos fundamentais dos policiais.

“A transcrição do áudio pode configurar o crime de homofobia, a princípio. Isso porque ela revela desprezo aos policiais homossexuais pela simples circunstância de serem homossexuais’” diz o documento.

Fonte: Jornal de Brasília/Foto: Reprodução Redes Sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *