100 milhões de brasileiros não têm coleta de esgoto em casa

 

Em 2017, o Brasil tinha 100 milhões de pessoas sem coleta de esgoto em casa. O número equivale a 47,6% da população. É o que mostra estudo do Instituto Trata Brasil divulgado nesta terça-feira (23).
De acordo com o levantamento (íntegra), feito com base do SNIS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento), apenas 46% do esgoto no país passa por tratamento. Há ainda 35 milhões de brasileiros sem acesso a água tratada (cerca de 17% da população).
Segundo a ONG, esses números representam poluição no meio ambiente e a causa de diversas doenças.
“O tratamento de esgoto continua sendo 1 desafio. Mesmo em 2017, o Brasil continuou lançando diariamente no solo, córregos, em rios, mar e demais cursos d’água aproximadamente 5.622 piscinas olímpicas de esgoto não tratado”, diz o relatório.
O levantamento também mostra que houve uma redução de investimentos feitos pelo governo federal no setor. O valor gasto em saneamento em 2017 foi o mesmo que em 2011: R$ 11,9 bilhões.

Investimento nas
grandes cidades

Segundo o levantamento, o investimento médio anual por habitante nas 20 grandes cidades com melhores índices de saneamento foi de R$ 84,61; já nas piores, foi de R$ 25,02.
“Mais de 50% dos investimentos estão concentrados em apenas 100 cidades. Ainda que nelas viva mais de 40% da população, é preocupante pensar que cerca de 5.600 municípios, juntos, são responsáveis por menos de 50% do valor investido em saneamento básico”, disse o Édison Carlos, presidente executivo do Instituto Trata Brasil.

Fonte: Poder 360 / Foto: Reprodução / Fala Rio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *