Quinta da Boa Música tem show triplo nesta semana

A edição desta semana do projeto Quinta da Boa Música está recheada de atrações. Pela primeira vez, o projeto apresenta um ousado show triplo com o cantor e compositor gaúcho Ian Ramil que abre a noite e convida Isabela Morais e Marginália para juntos fecharem a primeira parte do show. E para encerrar a noite, show do quarteto Centauro da vizinha cidade de Três Pontas.
As apresentações acontecem nesta quinta-feira (27) a partir das 20h na plataforma de embarque da antiga Estação Ferroviária de Varginha.
As apresentações acontecem nesta quinta-feira (27) a partir das 20h na plataforma de embarque da antiga Estação Ferroviária de Varginha
As apresentações acontecem nesta quinta-feira (27) a partir das 20h na plataforma de embarque da antiga Estação Ferroviária de Varginha
Sobre as atrações
Ian Ramil
Cantor e compositor gaúcho de Porto Alegre, Ian Ramil, além de pai da Nina, é filho de Vitor Ramil e sobrinho da consagrada dupla da MPB Kleiton e Kledir. Fez sua estreia em 2014, após um ano e meio de trabalho na música, com um disco que estampava na capa apenas seu primeiro nome, o que já mostrava a intenção de seguir um caminho separado dos parentes famosos. Agora, sob a euforia de ser reconhecido com um prêmio internacional, já pensa em seu próximo trabalho. Este, sim, deve ter muita influência da família: “Já venho pensando e burilando coisas.  As únicas certezas que tenho sobre o próximo disco é que quero fazer com calma e que vai ter a participação profunda da Nina”, conclui Ian.
Ian foi indicado ao Grammy Latino 2016 na categoria artista revelação e Derivacivilização foi coroado com o Grammy Latino 2016 na categoria melhor disco de rock em língua portuguesa, entregue ao artista presencialmente na cerimônia em Las Vegas dia 17 de Novembro.
Marginália
A banda claramente influenciada pelo tropicalismo traz no repertório rock brazuca com muito swing, além, é claro, do seu trabalho autoral. A banda, e seus 11 integrantes, é de Três Pontas, Sul de Minas, cidade conhecida por sua fértil produção musical e traz no currículo apresentações em importantes eventos da região como o “Festival Rasgamundo de Artes Integradas” em Poços de Caldas, os Festivais “Dia D” e “Música do Mundo”, em Três Pontas, o “FAISCA”, na edição de Varginha, cidade em que teve a honra de tocar durante o Réveillon/16 para mais de 10 mil pessoas, e claro uma apresentação especial na 260ª edição do Projeto no Quinta da Boa Música.
Na formação da Marginália os músicos Isabela Morais voz, violão, teclado e direção musical; Alisson Brito na guitarra; José Duarte na guitarra e gaita; Dayvid Castro no baixo e voz; Alessandro Brito na percussão; Otávio Pieve na bateria; Marla Giovana, Raphaela Morais, Helen Mariah, Renata Diniz nos Vocais e Oswaldo Duarte na voz, flauta transversal.
Centauro
O Trio Centauro que virou quarteto é um grupo trespontano liderado pela cantora Isabela Morais (Marginália/Ummagumma) junto dos sagitarianos Tilê (bateria) e Charlie (baixo) e agora com José Duarte, na guitarra.
Segundo a compositora e cantora Isabela Morais, “o som da Centauro transita entre rock e o pop, nacional e internacional, desde nomes clássicos como Janis Joplin, Jimi Hendrix, Aerosmith até Alanis Morissette, Oasis e Coldplay, passando por Cranberries e Natalie Imbruglia. O som brazuca vai de Caetano e Gil a Paralamas e Titãs, mais o que o espírito entusiasmado sentir vontade de fazer. Porque é disso que se trata: som com fé e paixão”, conclui a musicista Isabela.
O Projeto Quinta da Boa Música foi criado em 2009 com a finalidade única de incentivar, apoiar e valorizar a produção musical na cidade e criar intercâmbios com grupos da região, do estado e de todo o País. Através da parceria com músicos e bandas que espontaneamente participam do projeto promove-se junto ao público de todas as idades e sem distinção qualquer, a oportunidade de laser, de entretenimento cultural, proporcionando ainda o acesso livre e gratuito aos bens culturais da cidade, ocupando o importante e histórico espaço cultural que é o conjunto arquitetônico da antiga Estação Ferroviária de Varginha, hoje tombado pelo Conselho do Patrimônio Cultural e mantido pela Fundação Cultural de Varginha.

Fonte: Varginha Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *